Marta Matos


06/10/2006


Tsunami no Ceará:

Depois dos problemas ocorridos na Ásia, o Governo Federal Brasileiro
resolveu instalar, em Brasilia, um medidor de abalos que cobre todo o
país.  O Centro Sísmico Nacional enviou à polícia da cidade de Tauá, no
Ceará, uma mensagem que dizia:
"Possível movimento sísmico na zona. Muito perigoso, superior Richter 7.
Epicentro a 3 km da cidade. Tomem medidas. Informem resultados com
Urgência".
Após uma semana, foi recebido no Centro Sísmico Nacional  um
telegrama que  dizia:
"Aqui é da Polícia de Tauá. Movimento sísmico totalmente desarticulado.
O tal Ritchter tentou se evadir, mas foi abatido a tiros.
Desativamos  as zonas. As putas tão todas presas. Epicentro, Epifânio e
outros
três  cabra detidos. Não respondemos antes porque houve um terremoto da
porra Aqui".

Escrito por Marta às 16h26
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

25/10/2005


Oi amigos, andei abandonando meu blog, mas hoje resolvi colocar uma piadinha.

beijos a todos...

A mulher estava na estação ferroviária, doida para descarregar a
bexiga. Olhava para o relógio a todo instante e, pela hora, o trem
já deveria ter chegado na plataforma há pelo menos dez minutos. Ela
se contorcia daqui, se contorcia dali, até que não agüentou mais e
foi ao banheiro.

Quando voltou, o seu trem havia chegado, mas já havia partido.

— Oh, não! — fez ela, sentando-se no chão e derramando-se em
lágrimas.

Nisto o mineiro, solidário, aproximou-se dela:

— Ô, Dona! Purquê esta choradera?

— É que eu fui mijar e o trem partiu! — explicou ela.

— Uai, mas a sinhora já num nasceu com o trem partido?

Escrito por Marta às 21h01
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

03/10/2005


47 Anos 

 Um cara chamado Sidney resolve fazer plástica no  rosto, no dia do seu aniversário. Gasta R$ 5.000,00 e se sente muito bem com o  resultado. Orgulhoso, ele pára em uma banca, compra um jornal e  antes de ir embora e pergunta ao jornaleiro: 

 - Desculpe perguntar, mas quantos anos você acha que  eu tenho ???
 
O jornaleiro responde:

 -  Mais ou menos 35.

-  De fato eu tenho 47 !!! Responde o Sidney,  sentindo-se verdadeiramente feliz!

Depois disso, ele vai ao McDonald's comer um lanche. Entra na fila, chega sua vez e ele faz a mesma pergunta ao  balconista, que responde:
 
- Ah, você aparenta uns 30.

 - De fato eu tenho 47 !!!
 
E isso o fez se sentir maravilhosamente bem. Depois foi ao ponto de ônibus, e repetiu a mesma  pergunta a uma velha senhora. Ela responde:

- Eu tenho 85 anos e minha visão já não é mais a  mesma. Mas eu tenho uma maneira infalível de descobrir sua idade: Se você permitir que eu pegue seu pinto por uns minutos,  serei capaz de dizer a sua idade exata! 

Sidney ficou perplexo, porém curioso e como não havia ninguém por  perto, ele pensou que não haveria mal nenhum e deixou a velha escorregar a mão para dentro de suas calças. A velhinha pegou  com uma mão, apalpou e acariciou muito. Pegou com a outra mão, brincou uns minutos e depois de algum tempo a velhinha disse:

- Você tem 47 anos.

Espantado, o Sidney disse:

- Isso foi brilhante, impressionante. Como a senhora descobriu ?

A velha senhora rindo, respondeu:

- Eu estava atrás de você na fila do 
 McDonald's...  

Escrito por Marta às 19h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

13/09/2005


Oi Pessoal, Tudo bem com vcs ?

Espero que estejam gostando das piadas que coloco aqui... Hoje postarei uma história bem interessante...

 beijos a todos e visitem ao meu outro blog.

 http://martamatos.blog.uol.com.br

Aos advogados de plantão !!

 Dizem que aconteceu em Ubá, MG.

Tinha na cidade um cara cujo apelido era Cabeçudo. Nascera com uma cabeça grande, dessas cuja boina dá pra botar dentro, fácil, uma dúzia de laranjas.
Mas, fora disso, era um cara pacato, bonachão e paciente.Não gostava, é claro, de ser chamado de Cabeçudo, mas desde os tempos do grupo escolar, tinha um chato que não perdoava. Onde quer que o encontrasse, lhe dava uma palmada na cabeça e perguntava:
"Tudo bom, Cabeçudo"?
O Cabeçudo, já com seus quarenta e poucos anos, e o cara sempre zombando dele.
Um dia, depois do centésimo tapinha na sua cabeça, o Cabeçudo meteu uma faca no engraçado e matou ele na hora. A família da vítima era rica, a do Cabeçudo, pobre.
Não houve jeito de encontrar um advogado para defendê-lo, pois o crime tinha muitas testemunhas. Depois de apelarem para advogados de Minas e do Rio, sem sucesso algum resolveram procurar o Zé Caneado, um advogado que há muito tempo deixara a profissão, pois, como o próprio apelido indicava, vivia de porre.
Pois não é que o Zé Caneado aceitou o caso, e passou a semana anterior ao julgamento sem botar uma gota de cachaça na boca! Na hora de defender o Cabeçudo, ele começou a sua peroração assim:
- Meritíssimo juiz, honrado promotor, dignos membros do júri.

Quando todo mundo pensou que ele ia continuar a defesa, ele repetiu:
- Meritíssimo juiz, honrado promotor, dignos membros do júri.
Repetiu a frase mais uma vez e foi advertido pelo juiz:
- Peço ao advogado que, por favor, inicie a defesa.
Zé Caneado, porém, fingiu que não ouviu e:
- Meritíssimo juiz, honrado promotor, dignos membros do júri.
E o promotor:
- A defesa está tentando ridicularizar esta corte!
O juiz:
- Advirto ao advogado de defesa que se não apresentar imediatamente os seus argumentos...
Foi cortado por Zé Caneado, que repetiu:
- Meritíssimo juiz, honrado promotor, dignos membros do júri.
O juiz não agüentou:
- Seu moleque safado, seu bêbado irresponsável, está pensando que a Justiça é motivo de zombaria? Ponha-se daqui para fora antes que eu mande prendê-lo.
Foi então que o Zé Caneado disse:
- Se por repetir apenas algumas vezes que o juiz é meritíssimo, que o promotor é honrado e que os membros do júri são dignos, os senhores me ameaçam de prisão, pensem na situação deste pobre homem, que durante quarenta anos, todos os dias da sua vida, foi chamado de Cabeçudo ?

Cabeçudo foi absolvido e o Zé voltou a tomar suas cachaças em paz.

... Mais vale um Bêbado Inteligente do que um Alcoólatra Anônimo!!!

 

 

Escrito por Marta às 12h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

05/09/2005


 Os _Três_Papagaios_
Um cara entra numa loja de animais para comprar 
um papagaio e encontra três idênticos numa gaiola. 
Ele pergunta o preço ao dono, que responde:
- O da esquerda custa 500 Reais.
- Nossa, que caro! Por que vale tanto?
- Ele é um papagaio muito especial. Sabe operar um computador.
- Ah, sei... E o da direita, quanto vale?
- Esse custa mil Reais.
- Nossa, mas por que custa tão caro?
- Ah, porque além de saber operar um computador,
domina o sistema Windows, Unix e Macintosh.
- Sei, interessante... E o papagaio do meio?
- Esse custa 5 mil Reais!
- Que é isso! O que ele sabe fazer de tão especial?
- Na verdade - diz o dono, - nunca vi esse papagaio fazer coisa 
nenhuma, mas os outros dois o chamam de chefe...
Moral da História: Qualquer semelhança com a vida real é mera
coincidência!

Escrito por Marta às 09h24
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Histórico